Star Wars: O Despertar da Força | Review (Sem Spoilers)

O Despertar de Star Wars...


A espera finalmente acabou! Star Wars: O Despertar da Força já está nos cinemas e traz uma "nova roupagem" à franquia, mantendo os elementos que consagraram a aclamada trilogia clássica. O diretor J.J Abrams fez o trabalho de um fã, literalmente.

Após a compra da Lucasfilm pela Disney, todos esperavam um retorno cinematográfico decente ao universo de "Guerra nas Estrelas", porque o último contato dos fãs digamos que... nhé, foi desapontante. A nova trilogia havia mostrado que nem só de grandes efeitos especiais se fazia um filme (talvez somente A Vingança dos Sith se salve, mas já era tarde demais...) e o criador de tudo, George Lucas, passou a ser odiado pelos fãs mais "hardcores". Ou seja, o possível fim de Star Wars nas telonas era sombrio...




Felizmente veio O Despertar da Força cumprindo o que prometia, entregando um resultado divertido, emocionante e, principalmente, palpável. J.J Abrams traz o retorno daquele universo "verdadeiro" que não se via desde O Retorno de Jedi. Com direito à efeitos práticos, o diretor encontra o equilíbrio perfeito entre CGI e realidade (com destaque nas cenas de perseguição da Millenium Falcon), realizando um show visual digno de Oscar. Não é de se admirar que esteja entre os melhores filmes de 2015, muito graças ao empenho de Abrams e sua equipe.



Aliás, O "Despertar da Força" presente no filme também pode ser aplicado às fortes personagens femininas, representadas pela enigmática Maz Kanata (interpretada por captura de movimentos por Lupita Nyong'o) e Rey (interpretada com perfeição pela linda e talentosa Daisy Ridley), esta última, sendo a grande protagonista do longa.
No elenco, também se destaca ao carismático John Boyega como Finn, que junto à Ridley é uma das grandes e gratas surpresas do filme (a química entre os dois atores é sensacional!). Nem é preciso falar de Han Solo, Leia, Chewbacca... valeu a pena esperar a volta deles!
E Luke... bem, ele está no filme.

Bem, no geral, o filme é muito bom, mas algumas coisas me incomodaram. O roteiro de Abrams e Lawrence Kasdan (O Império Contra-Ataca) deixa mais perguntas do que respostas e isso pode incomodar aqueles que gostariam de algo mais "fechado". Além disso, certos personagens não apresentam o "peso" visto nos trailers e são mal-aproveitados (principalmente no núcleo maligno). A tão esperada foderosa Capitã Phasma (Gwendoline Christie) é simplesmente descartável, assim como o General Hux, que não mostra "o porquê" de sua posição de imponência na Primeira Ordem. Talvez, o personagem mais "difícil" do filme, Kylo Ren (Adam Driver) deve dividir opiniões. Emocionalmente instável e ao mesmo tempo, muito poderoso, Ren parece ser diminuído com certas decisões do roteiro, mas tem potencial para entrar no Hall dos grandes vilões de Guerra nas Estrelas. Potencial também não falta em Poe Dameron e BB-8, o droide fofinho que cativou os fãs de toda a saga.



Apesar de certos problemas, Star Wars: O Despertar da Força também se mostra "o despertar" da franquia, agora rejuvenescida! J.J Abrams conseguiu atrair novos fãs e honrou os antigos... agora que venha o Episódio VIII!
Que a Força esteja conosco!
#Recomendo


Star Wars: O Despertar da Força | Nota: 4.5/5



Leia + sobre Star Wars

Google Plus

Autor: Thiago Monteiro

#UnaseaLiga
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários :

  1. Foi demais esse filme AMEII!!!
    Os atores Daisy e John foram perfeitos, quem não daria muito pelos novos protagonistas se surpreenderam!! Eles tem um grande futuro pela frente de muito sucesso no mundo cinematográfico.
    Realmente atraiu tantos fãs novos como honrou os antigos foi DEMAIS!!!
    J.J Abrams fez um pelo trabalho!!

    Bjo carinhoso da Kaa
    • Senhorita Inspiradora

    ResponderExcluir