Carga Explosiva - O Legado | Review



Filme sobrevive sem Statham e opta por coadjuvantes na falta de um grande astro. 

Carga Explosiva - O Legado (The Transporter Refueled), o quarto filme da franquia vem desta vez desfalcado de seu astro principal, Jason Statham. O filme aposta nos coadjuvantes e tenta pegar carona no "Legado" da franquia Carga Explosiva.


Frank Martin (Ed Skrein) é um ótimo motorista que transporta todo tipo de carga. Martin também é ex-fuzileiro e segue três regras básicas: nunca mude o acordo, sem nomes e nunca abrir a carga. Seu próximo serviço dele é transportar três mulheres. Mas logos as coisas mudam quando seu pai é sequestrado, Frank se vê chantageado por suas novas empregadoras. 


O filme aborda temas como tráfico humano e prostituição, e usa a vingança como o grande plot do filme. 
Ed Skrein (pra quem não se lembra ele foi o primeiro Daario Naharis em Game of Thrones) tem um ar galanteador de agente secreto ou coisa do tipo, mas quando se trata luta o ator tem sua limitações. É difícil competir com a sombra de Statham, que na mesma franquia fazia 10 homens parecerem crianças e apanharem como tal. 
Porém quando consegui me desligar da trilogia passei a me entreter e até gostar do longa. As cenas de ação e perseguição estão menos apelativas o que hora favorece e hora incomoda, ao ponto de dizer que "a carga não era tão explosiva assim". 
Ray Stevenson foi um dos grandes pontos positivos do longa, o ator que adora interpretar vilões e tem cara de poucos amigos, aqui vive o pai de Frank Martin. Em muitas vezes é o alívio cômico do filme (o que ele faz muito bem).

Trailer Legendado 

Carga Explosiva - O Legado - Nota - 2.5


Google Plus

Autor: Marlon Matti

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário