Jurassic World | Review

Dinossauros voltam aos holofotes com muita ação e diversão, mas sem o mesmo choque de 1993...


Desde os minutos iniciais, Jurassic World já se mostrava uma grande homenagem ao Jurassic Park original. Desde as grandes cenas panorâmicas do novo parque aos novos e impressionantes dinossauros, o diretor Colin Trevorrow buscava "ressuscitar" o choque do filme de 1993. Mas como o mesmo filme já mostra, as pessoas já se acostumaram com os dinossauros! Atualmente, com os avanços em efeitos digitais, dificilmente o público irá se impressionar com a mesma intensidade que se via à 20 anos atrás. 
E é isso que acontece com Jurassic World.


Na trama, os diretores do parque Jurassic World (finalmente vemos o parque dos dinossauros em funcionamento!) buscam atrair o público, já acostumado com os dinos, com um novíssimo dinossauro híbrido e criado geneticamente em laboratório. Infelizmente, as coisas não saem como o esperado...

Bem, o roteiro cumpre o que promete, a Indominus Rex se mostra uma grande ameaça e é uma verdadeira e inteligente "máquina de matar". Com toques de romance, ação e comédia (timings cômicos excelentes diga-se de passagem!), a trama é focada em três núcleos: o de Owen (Chris Pratt, mais uma vez ótimo!) e sua relação com os velociraptors, Claire (Bryce Dallas Howard, linda e também ótima no papel, apesar da personagem não ter um grande aprofundamento) e sua tentativa de salvar o parque, e por último, os sobrinhos de Claire e sua "emocionante" estadia no parque! Todas as sub-tramas têm seu propósito e agradam o espectador.
Algumas das surpresas no elenco foi a presença do Rei do Crime, Vincent D'Onofrio como um dos vilões. Infelizmente, nada que chegue perto de sua atuação na série do Demolidor.

A direção de Trevorrow em nenhum momento tenta ultrapassar o original, e por isso, é correta e agrada, sem exageros e com uma nova roupagem para momentos clássicos, perseguições, etc. Apesar dos efeitos especiais espetaculares, ainda sinto falta do charme dos animatronics de Steven Spielberg (20 anos e sim, continuam muito reais!).


Até a Marvel admitiu... #JurassicKING

Simples, mas ao mesmo tempo, grandioso! Jurassic World mostra que apesar de sumidos, os dinossauros nunca saem de vez da moda (não é a toa que o filme está quebrando recordes de bilheteria e esmagando os concorrentes...). Divertido e nostálgico, o longa engrandece a franquia e merece ser assistido nas telonas!
#Recomendo

Nota: 4/5



Leia + sobre Jurassic World



Google Plus

Autor: Thiago Monteiro

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário