Universo DC vs. HE-MAN e os Mestres do Universo | Review

Junte dois dos heróis mais fortes de todos os tempos e seus respectivos mundos e vilões e junte tudo em um apocalipse inevitável. O resultado é uma boa história. 

Universo DC vs. HE-MAN e os Mestres do Universo é sequência da HQ lançada em 2013 e intitulada HE-MAN e os Mestres do Universo, onde Esqueleto apaga a memória de todos os Mestres do Universo e do povo de Eternia, porém, após o príncipe Adan retomar sua espada e vencer Esqueleto, restaura a memória de seu povo. 

Assim, o vilão resolve fugir para outra dimensão e acaba na Terra com um plano que pode levar o planeta a destruição.

Esqueleto coloca 12 artefatos místicos ao redor da Terra, que começam a sugar a força mística e vital da terra, trazendo não só o caos, mas também, o Apocalipse.

He-Man, desobedecendo as leis do rei Randor, resolve vir para a terra atrás de seu eterno algoz, Esqueleto, e se depara não somente com seu plano maligno mas também com os maiores heróis da Terra (Liga da Justiça) sobre o controle mental de Esqueleto e sua horda de demônios. 
A trama é cheia de reviravoltas e surpresas, as quais eu decidi não relatar neste review, afinal, algumas eu gostei, outras não, mas todas foram importantes na minha experiencia ao ler esta HQ.
Em Universo DC vs. HE-MAN e os Mestres do Universo temos uma nova roupagem nos personagens de Etérnia em comparação ao clássico desenho dos anos 80. Com um He-Man de armadura e mais viril e até um Esqueleto muito mais imponente e medonho.
Como nessa HQ mostra muito sobre magia de ambos os mundos, eu gostei muito da introdução de John Contantine, que ao que parece não é somente fod@o somente na terra, mas também conhecido e temido até mesmo em Eternia. A Liga da Justiça Sombria e varios vilões do universo da DC Comics fazem ponta na HQ. 
A trama tem uma boa ascensão ao longo das páginas, com uma arte visualmente incrível e roteiro fácil de ser lido. A trama quase se perde no final com algumas reviravoltas, porém nada que coloque em risco sua leitura e experiencia. 
Como em todo Crossover, temos muitas porradas, com He-Man vs Superman e muitas outras (Liga da Justiça vs. Mestres do Universo, e Liga da Justiça da América vs. Liga da Justiça Sombria, além de muitos vilões).
E confesso que foi nostálgico o momento em que li: Pelos poderes de Grayskull, eu tenho a força! (Li com a voz do dublador Garcia Jr kkk).

Pode não ser uma HQ fenomenal, mas além de arrancar suspiros e sorrisos seus, ainda vai fácil cavar um lugar em sua estante. 


Nota 3,5/5

Roteiro - Keith Giffen e Tony Bedard
Artes - Dexter Soy e Pop Mhan.

Editora Panini, Outubro de 2014 - 156 páginas; preço 21,90. 



Leia + sobre DC Comics 

Google Plus

Autor: Marlon Matti

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário