Coherence | Crítica

Um Sci-fi Independente que merece a sua atenção... toda a sua atenção!




Ao pensar em Sci-fi, logo vêm à nossa cabeça clássicos da ficção científica nos cinemas, como Star Wars e O Dia em que a Terra Parou. Mas "correndo por fora" há muitos Sci-fi indepentedentes que fazem bonito e às vezes, até melhor que muitas grandes produções por aí! E Coherence é um desses filmes...

Escrito e dirigido por James Ward Byrkit (co-roteirista da animação de 2011, Rango), Coherence foi a estreia de Byrkit como diretor, com baixo orçamento e filmado em aproximadamente 9 dias (9 DIAS!). 
Confira a sinopse:
Durante um jantar, oito amigos começam a falar sobre a proximidade de um cometa, e sobre os rumores de que a passagem deste corpo celestre é capaz de trazer mudanças graves no comportamento das pessoas. Logo após a discussão, a luz acaba, e estranhos fenômenos começam a acontecer com os convidados, questionando a noção de realidade.
Observação: O filme teve sua estreia em meados de 2014, em sessões limitadas em cinemas dos Estados Unidos (passando praticamente despercebido em terras tupiniquins).

Bem, agora vamos à crítica!
Coherence conta com um roteiro intrigante e um desenrolar angustiante e inquietante. Na realidade, é um pouco difícil falar da história do filme sem dar os tão temidos SPOILERS!
A trama escrita por Byrkit não é das mais fáceis de se entender e exigirá muito da sua atenção, por isso recomendo que assista sem distrações para um melhor entendimento do longa.
Com base na Teoria do Gato de Schrödinger, o filme se mostra uma grata surpresa, explorando conceitos mirabolantes de física quântica durante um simples jantar de amigos. E sem cenários deslumbrantes ou psicodélicos! O fato do filme se passar praticamente 90% dentro de uma casa é mais um ponto positivo do que negativo.

Um dos únicos aspectos que me incomodaram foi o estilo da filmagem. Praticamente filmado no estilo "câmera na mão" e com muitos cortes rápidos entre cenas, pode ser um pouco desconfortável ao espectador, mas nada que tire o mérito da direção (que fez milagre com um mísero orçamento).
E no elenco, apesar de nenhum nome conhecido, os atores fazem um trabalho consistente e trazem aspectos diferenciados aos seus personagens (pouco aprofundados pelo roteiro).

Coherence foi uma das melhores "experiências" na ficção científica da atualidade e, apesar de suas limitações, nos entrega uma história envolvente e imersiva (ponto positivo para a trilha sonora, digna dos melhores thrillers). Um ótimo longa, que merecia maior destaque, afinal, Hollywood precisa de mais filmes assim.
O incoerente na verdade, é a falta de visibilidade...

#Recomendo
Nota: 4/5

                                                       Leia + Críticas e Reviews

Google Plus

Autor: Thiago Monteiro

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário