Resenha - "Ultimate Comics" Cataclismo #0.1

Primeira edição da saga que mudou o Universo Ultimate à pouco tempo, não empolga!

Fãs de quadrinhos, fiquem alegres! As resenhas quadrinísticas da Liga das Nerdices voltaram!

E para começar com o pé direito, lhes trago a resenha do início da saga que abalou o Universo Ultimate(Marvel) à algum tempo atrás: Cataclismo(Cataclysm, originalmente!) 

Sem mais delongas, fiquem com a resenha da edição #0.1 de Cataclismo!




SPOILERS!
A edição prequel da saga é centrada "na" Visão e seu relacionamento com Samuel Wilson(o Falcão).
Logo de início, é mostrado que A Visão foi criada para destruir o enxame devorador de mundos Gah Lak Tus, e também foi programada para ter sentimentos humanos, mesmo sem entendê-los direito.
Nisso, ela e o Falcão são chamados para analisar os destroços de uma máquina de Gah Lak Tus nas Bahamas, onde também estão Tony Stark e Sue Storm.


Visão consegue analisar a máquina/abelha, mas descobre algo muito pior! Ela percebe que o "nosso" Galactus possui envolvimento com a tal, e aprende mais sobre o Universo conhecido/original(Universo 616).
De cara, vai atrás do Devorador de Mundos com a missão de destruí-lo e, no caminho, ressalta as diferenças entre o seu Universo e o Universo 616.



Finalmente, ela encontra Galactus, que a ignora. Ela explode uma bomba de matéria negra, esperando destruir a entidade, mas ela falha miseravelmente! Galactus fica ainda mais forte e segue rumo à Terra, destruindo a Visão, que com suas últimas energias, manda uma mensagem para Sam Wilson declarando o amor que ela sentia por ele, e conclui, dizendo que a esperança da humanidade é Reed Richards.

Vamos por partes!
A arte da HQ foi realizada por três artistas(Mico Suayan, Mirco Pierferidici e Leonard Kirk) e para mim, nenhum se destaca totalmente, somente Kirk faz um trabalho um pouco mais bonito, com ótimos desenhos no cenário espacial!
O roteiro de Joshua Hale Fialkov não empolga tanto, apenas deixa uma pontinha de curiosidade para saber quais serão os próximos passos de Galactus e a importância de Reed Richards no evento.
No geral, é razoável, sem nada de mais, claro, tirando a morte da Visão.

Roteiro: 2,5/5.

Arte: 3/5.
Nota: 2,9/5.



                                                                                                                             Leia mais sobre Heróis

Leia mais sobre Universo Marvel


Google Plus

Autor: Thiago Monteiro

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário