Cataclismo: O Confronto Final dos Supremos #1 e Cataclismo: Ultimate Homem-Aranha #1 | Review

Ação desenfreada no ínicio do Cataclisma no Universo Ultimate!

Continuando com as resenhas da saga Cataclysm(Cataclismo) e seus tie-ins, fiquem agora com as Resenhas de Cataclismo: O Confronto Final dos Supremos #1 e Cataclismo: Ultimate Homem-Aranha #1.
Só para situá-los, o evento mostra a chegada do Galactus do Universo 616 no Universo Ultimate, e ele está FAMINTO e a Terra está em seu caminho!
Confiram a resenha da 1ª edição/prequel da saga, aqui.

Finalmente, vamos aos Spoilers!

Cataclismo: O Confronto Final dos Supremos #1



A HQ se inicia com Miles Morales(o atual Homem-Aranha Ultimate) e seu amigo Ganke conversando nas ruas do Brooklyn, o pai de Miles é citado na conversa(e sobre o porquê de ele não gostar dos super-heróis), mas Miles desconversa e quer mesmo falar de uma visão que teve, de algo "gigantesco" e um clarão. Ganke desconfia, mas logo a visão se torna realidade...



Galactus aparece na cidade, já destruindo tudo que via pela frente com uma onda de choque gigantesca!


Miles fica sem reação e logo veste seu uniforme, mas não sabe o que fazer. Os Supremos chegam no local e desconhecem o inimigo, mas utilizam força bruta(contando com o soco do Capitão América na cara de Galactus!)... o que somente irrita o Devorador de Mundos.

Para finalizar,Tony Stark reconhece a assinatura energética de Galactus e conclui que ele não é daquela realidade e tem somente um objetivo: DESTRUIR TUDO! 

Por partes...
Os desenhos de Mark Bagley agradam nesta edição, apesar de não ser meu estilo favorito. As cenas de destruição em massa são épicas!
O enredo é beeeem simples, destruição e ação desenfreada, com poucas explicações. Não faz o estilo do roteirista Michael Bendis, mas vale a pena(pelo menos para mim! Se você quer uma trama mais explicativa, talvez não goste...).

Arte: 3,5/5.
Roteiro: 3/5.
Nota: 3,2/5.

Cataclismo: Ultimate Homem-Aranha #1


A HQ começa com um papo bem humorado entre os Supremos(principalmente, a Mulher-Aranha) sobre o acontecido com a empresa Roxxon e as investigação da Aracnídea. Também é revelado que ela é uma clone de Peter Parker(o Aranha original), o que deixa Tony Stark admirado.


Nos quadrinhos seguintes, Miles Morales é mostrado dormindo em sala de aula e respondendo corretamente à uma pergunta feita pela professora, o que preocupa seus amigos, por causa de seu cansaço aparente.

Na cena a seguir, Miles já aparece vestido como Homem-Aranha recebendo cadeiradas e garrafas, mas resolve o problema rapidamente, sendo surpreendido positivamente por um policial que sentia sua falta. A cena mostra o que o Aranha representa, pois neste momento o Aranha Octopus do Universo 616, não é um grande exemplo de heroísmo, hehehe...

A seguir, são mostradas passagens com Bombshell(e as consequências da proibição do uso de seus poderes) e com a dupla Adaga e Manto(voltando para casa e decidindo seguir o rumo de super-heróis, enquanto a nave da SHIELD surge no encalço de Galactus).

Novamente... Por partes!
A arte é um dos pontos altos da HQ, os desenhos de Dave Marques são muito bons e cheios de detalhes!
Michael Bendis explora muito bem os dramas dos personagens, tendo como fundo a catástrofe galáctica que está por vir. Os roteiros dele estão muito bons e espero que continue assim nas próximas edições!
#Recomendo

Arte: 4/5.
Roteiro: 3,5/5.
Nota: 3,7/5.

Espero que tenham gostado! Mais resenhas da saga estão por vir...




Google Plus

Autor: Thiago Monteiro

#UnaseaLiga
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário